POLÍTICA EDUCATIVA Y POBREZA EN BRASILIA: UN ANÁLISIS CRÍTICO DEL PLAN DISTRITAL DE EDUCACIÓN

Laís Vieira Pinelli, Silvia Cristina Yannoulas

Resumen


Este artículo reúne resultados de investigación sobre las formas en que la pobreza es abordada en el Plan Distrital de Educación de Brasilia. Utilizó el método materialista histórico y dialéctico. Las técnicas utilizadas incluyeron relevamiento bibliográfico, análisis documental y entrevistas con 8 interlocutores clave en el proceso de elaboración y aprobación del Plan. En este artículo presentamos fundamentalmente los resultados relativos al análisis documental. La primera parte del análisis documental buscó identificar la concepción de desigualdades educacionales, fracaso escolar, pobreza y desigualdad social, identificando también las propuestas de enfrentamiento para esas cuestiones. La segunda parte presenta las posibilidades y límites de una educación pública de calidad socialmente referenciada, en el sentido de constituirse en herramienta para la superación de la pobreza.

 

RESUMO

Este artigo a presenta os resultados de pesquisa sobre as formas pelas quais a pobreza é tratada no Plano do Distrito Educacional de Brasília. Usou-se o método materialista histórico e dialético. As técnicas utilizadas incluem pesquisa bibliográfica, análise documental e entrevistas com 8 interlocutores chaves no processo de preparação e aprovação do Plano. Neste artigo, apresentamos fundamentalmente os resultados relacionados à análise documental. A primeira parte da análise documental buscou identificar as concepções de desigualdades educacionais, fracasso escolar, pobreza e desigualdade social, identificando também as estratégias de enfretamento dessas questões. A segunda parte apresenta as possibilidades e limites de uma educação pública de qualidade socialmente referenciada, no sentido de se tornar uma ferramenta para superação da pobreza.


SUMMARY

This article gathers research results on the ways in which poverty is addressed in the District Education Plan of Brasilia. He used the historical and dialectical materialistic method. The techniques used included bibliographic survey, documentary analysis and interviews with eight key interlocutors in the process of preparing and approving the Plan. In this article, we present fundamentally the results related to the documentary analysis. The first part of the documentary analysis sought to identify the conception of educational in equalities, school failure, poverty and social inequality, also identifying the proposals for confrontation for these issues. The second part presents the possibilities and limits of a public education of socially referenced quality, in the sense of becoming a tool for overcoming poverty.



Palabras clave


Pobreza; Política Educativa; Brasil; Distrito Federal; Pobreza, Política educacional, Brasil, Distrito Federal, Desigualdad Social; Desigualdades educacionales; Poverty; Educational Policy; Brazil; Federal District; Social Inequality

Texto completo:

PDF

Referencias


BRASIL. (2019) Lei N. 13.935 de 11 de dezembro de 2019. Dispõe sobre a prestação de serviços de psicologia e de serviço social nas redes públicas de educação básica. Acceso en: 19 de diciembre de 2019. https://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/791720123/lei-13935-19

CODEPLAN. Companhia de Planejamento do Distrito Federal. Pesquisa de Emprego e Desemprego. 2019. Acesso em 19 de diciembre de 2019. http://www.codeplan.df.gov.br/wp-content/uploads/2018/05/Informe-econ%C3%B4mico-Ano-III-135-PED.pdf

DISTRITO FEDERAL. (2015). Plano Distrital de Educação (2015-2024). Secretaria da Educação, Brasília.

DISTRITO FEDERAL. (2014). Plano Distrital de Educação 2015/2024 (Texto Base). Secretaria de Educação. Brasília. Acceso en: 19 de diciembre de 2019. 9http://escolas.se.df.gov.br/fde/images/pdf/PDE_TEXTO-BASE.pdf

DUARTE, Natalia S. (2012).Política Social: um estudo sobre educação e pobreza. Tese (Doutora do em Política Social). Universidade de Brasília, 2012.

GARCIA, Adir V.; TUMUOLO, Paulo. (2009). Pobreza: reflexões acerca do fenômeno. Revista da Abet, Recife, v. 8, n. 1, p. 111-124.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2019). Panorama Cidades: Brasília. Acceso en 17 de diciembre de 2019. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/df/brasilia/panorama

INEP- Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. (2018). Resumo Técnico :Censo da Educação Básica 2018 [recurso eletrônico]. – Brasília/DF: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2019. Acceso en: 19 de diciembre de 2019. http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/

resumos_tecnicos/resumo_tecnico_censo_educacao_basica_2018.pdf

IPEA – Instituto de Pesquisa Económica Aplicada. (2018). Nota Técnica A evolução da população ocupada com nível superior no mercado de trabalho – Brasília/DF. Acessoem: 19 de diciembre de 2019. http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/conjuntura/181211_cc41_nota_tecnica_mercado_de_trabalho.pdf

OLIVEIRA, Rita de C. (2012). Intersetor alidade entre as políticas públicas e seus efeitos na escola pública brasileira. In: Congresso Internacional de Pedagogia Social, 2012, São Paulo. IV Congresso Internacional de Pedagogia Social &Simpósio de Pesquisa Pós-Graduação. São Paulo:

USP. v. 1. p. 1-1.

PATTO, Maria H. S.(1999). A Produção do Fracasso Escolar: histórias de submissão e de rebeldia. São Paulo. Casa do Psicólogo.

PNUD - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, (2012) Atlas do Desenvolvimento Humano.

PRADA, Talita. (2015). O Trabalho em Rede na Intervenção dos Assistente Sociais dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Dissertação (Mestrado em Política Social. Universidade Federal de Espirito Santos. Vitória.

SEGNINI, Liliana R. P. (2000). Educação e Trabalho: uma relação tão necessária quanto insuficiente. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 14, p. 72-81, 2000.

SILVA, Alan T.; STEIN, Rosa H. (2013). Programas de transferência de renda e condicionalidades educacionais: acesso ao direito ou moralização do acesso?. In: Silvia Cristina Yannoulas (coord.). (Org.). Política educacional e pobreza: múltiplas abordagens para uma relação

multideterminada. 1ed.Brasilia: Liber Livro, v. 1, p. 183-212.

SOARES, Kelma J. (2011). Pobreza e educação formal: a relação entre pobreza e política educacional no Distrito Federal. Dissertação de mestra do apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Política Social da Universidade de Brasília. Brasília: UnB.

YANNOULAS, Silvia C (org.). (2017). Otrabalho das equipes multiprofissionais na educação: 10 anos do grupo de pesquisa TEDis. Curitiba: CRV, v.1. p.242.

YANNOULAS, Silvia C.(org.). (2013). Política Educacional e Pobreza - MúltiplasAbordagens para umaRelaçãoMultideterminada. Brasília: LiberLivro, v.1. p.280.

YANNOULAS, Silvia C.; ASSIS, Samuel G.; MONTEIRO, Kaline F. (2012). Educação e pobreza: limiares de um campo em (re)definição. Revista Brasileira de Educação(Impresso)., v.17, p.329 - 351.

YANNOULAS, Silvia C.; GARCIA, Adir V. (2017). A complexa relação entre educação, pobreza e desigualdade social. EmAberto. v.30, p.15 - 18.

YANNOULAS, Silvia C.; GIROLAMI, Mónica. (2017). C. Equipos

multiprofesionales-multidisciplinares en el ámbito educativo - legislación comparada y regulación de políticas educacionales en Argentina y Brasil. Educar Em Revista (impresso). p.89 - 111.

YANNOULAS, Silvia C.; SOARES, Kelma J. (2010). Verbete: Educação e Pobreza In: Dicionário de Trabalho, Profissão e Condição Docente.1 ed.Belo Horizonte: Faculdade de Educação - Universidade Federal de Minas Gerais, p. 1-4.

YANNOULAS, Silvia C.; SOUZA, Silvana A. (2016). Equipes escolares: Multidisciplina e intersetorialidade. Revista del IICE. v.39, p.99 - 114.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.



Estadísticas
Visitas al Resumen:75
PDF:39


Cuestión Urbana
Centro de Estudios de Ciudad, Facultad de Ciencias Sociales, Universidad de Buenos Aires.
Marcelo T. de Alvear 2230 Piso 5 Ofic. 505 (C1114AAD)
Ciudad Autónoma de Buenos Aires
Teléfono: (+54 11) 4508 3800
Correo electrónico: cuestion.urbana.cec@gmail.com
ISSN: 2545-6881

Cuestión Urbana se encuentra bajo una Licencia Creative Commons CC BY-NC-SA 3.0