Vida e Política

Davi Maranhão De Conti

Resumen


O risco de que o termo biopolítica se torne enigma se deve, em grande medida, ao fato de que esse conceito conjuga os termos vida e política, os quais, pensados conjuntamente, geram uma espécie de indefinição, que leva, por vezes, a priorizar o termo política em detrimento da noção de vida ou o contrário. A vida, dessa forma, acaba por oscilar entre a completa submissão ao poder político e a imposição de sua força sobre esse poder. Ao pensar a vida e a política como campos distintos, perde-se de vista sua imbricação. A vida não é apenas alvo do poder, mas também modelo de seu funcionamento. Compreender a noção de biopolítica em Foucault requer considerar a noção de vida que orienta suas elaborações acerca dessa modalidade de poder. Foucault não define a noção de vida, que se revela como um correlato de técnicas e estratégias de poder-saber. Uma breve apresentação acerca da noção de biopolítica em Foucault encaminha-nos para algumas considerações a respeito da pandemia atual.


Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


BAZZICALUPO, L. Biopolítica: um mapa conceitual. São Leopoldo: Editora UNISINOS, 2017.

CASTRO, E. Lecturas Foucaulteanas: una historia conceptual de la biopolítica. La Plata: UNIPE: Editorial Universitaria, 2011.

CUTRO, A. (Org.). Biopolitica: storia e attualità di un concetto. Verona: Ombre Corte, 2005.

DE CONTI, D. “Vida e poder – reflexões acerca da pandemia atual”. Volume 11, e44, p. 1-8, jul. 2020.

ESPOSITO, R. Community, Immunity, Biopolitics. In: BRID, G; SHORT, J. (Eds.). Community, Immunity and the proper: Roberto Esposito. Oxford: Routledge, 2015

ESPOSITO, R. Imunidade(s) na era do coronavírus. Literatura italiana traduzida no Brasil: 30/04/2020 Disponível em: https://literatura-italiana.blogspot.com/2020/04/imunidades-%20na-era-do-coronavirus.html

FOUCAULT, M. Em defesa da sociedade: curso no Collège de France (1975-1976). 2ª ed. São Paulo: wmf Martins Fontes, 2010.

FOUCAULT, M. História da Sexualidade: a vontade de saber. 6ª ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz & Terra, 2017. Volume I.

FOUCAULT, M. Microfísica do Poder. 13ª ed. Rio de Janeiro: Graal, 1998.

FOUCAULT, M. Nascimento da Biopolítica: curso dado no Collège de France (1978-1979). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

FOUCAULT, M. O poder psiquiátrico. 1ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

FOUCAULT, M. Segurança, Território, População: curso dado no Collège de France (1977-1978). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

FOUCAULT, M. The Hermeneutics of the Subject. Lectures at the Collège de France 1981-1982. Nova Iorque: Palgrave macmillan, 2005.

FOUCAULT, M. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. Lisboa: Edições70, 2013.

HAN, B. Psicopolítica: O neoliberalismo e as novas técnicas de poder. Belo Horizonte: Editora Âyiné, 2018.

LAZZARATO, M. O governo do Homem Endividado. São Paulo: N-1 edições, 2017.

LEMKE, T. Biopolitics: an advanced introduction. Nova Iorque: New York University Press, 2011.

MUHLE, M. “Uma Genealogia da Biopolítica: o conceito de vida em Canguilhem e Foucault”. Revista de Filosofia Aurora, Paraná, Volume 33, número 58, p. 299-323, abr. 2021.

REVEL, J. Michel Foucault: conceitos essenciais. São Carlos: Claraluz, 2005.

TAYLOR, C. Biopoder. In: TAYLOR, D. Michel Foucault: Conceitos fundamentais. Petrópolis: Editora Vozes, 2018.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.



Estadísticas
Visitas al Resumen:153
PDF (Português (Brasil)):41


El Banquete de los Dioses

Revista de Filosofía y Teoría Política Contemporáneas

ISSN: 2346-9935

Contacto e info: elbanqueterevista@gmail.com