Uma abordagem histórico-hermenêutica dos relatórios do desenvolvimento humano (PNUD/ONU)

María José de Rezende

Resumen


Os Relatórios do Desenvolvimento Humano, ao longo de suas vinte edições, são fontes de inúmeros diagnósticos sobre as causas e as consequências da inércia (de governantes e da sociedade civil) diante da pobreza extrema e da falta de acesso à educação e à saúde de uma parte expressiva da população do planeta. Neles estão contidas, também, muitas prescrições de ações e de procedimentos para ampliar as chances de que o desenvolvimento humano abarque aqueles indivíduos que têm suas expectativas e perspectivas reduzidas a zero em razão dos profundos processos de exclusão a que estão submetidos. Serão expostos, neste artigo, os vários desafios de realizar, sobre estes documentos, uma análise que seja histórico-hermenêutica e, ao mesmo tempo, capaz de captar os sentidos e os significados das ideias e propostas como expressão das relações de interdependência entre diversas configurações (organismos internacionais, estados, governantes e organizações da sociedade civil).


Texto completo:

33-51

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.



Estadísticas
Visitas al Resumen:152
33-51:59


Copyright (c)



e-l@tina. Revista electrónica de estudios latinoamericanos - ISSN 1666-9606 - contacto: revista.elatina@gmail.com
o en facebook

Licencia Creative Commons Atribución-NoComercial 4.0 Internacional