A racionalidade do Brasil

Ronie Alexsandro Teles da Silveira

Resumen


O artigo tem por objetivo identificar a maneira como a cultura brasileira tem assimilado os processos ocidentais de racionalização. A partir da identificação da lógica subjacente à adoção do tempo histórico e da cultura letrada indica-se uma das características marcantes desses processos. Eles visam obter sínteses capazes de subordinar um conjunto completo de fenômenos pertinentes em cada caso específico. Por outro lado, o Brasil tem se caracterizado pela adoção de um ritmo de vida não histórico, o que sugere também outra modalidade de exercício da racionalidade. O que se pode observar no Brasil, portanto, é uma assimilação da história dentro de uma forma temporal não histórica. Ao se considerar a adaptação da racionalidade ocidental ao Brasil, se observa a produção de sínteses desprovidas da compulsão pela totalidade. Isso significa que a cultura brasileira opera com um padrão de racionalidade próprio e não com uma mera transposição dos padrões europeus.

Texto completo:

22-35

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2019 e-l@tina. Revista electrónica de estudios latinoamericanos

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional.

e-l@tina. Revista electrónica de estudios latinoamericanos - ISSN 1666-9606 - contacto: revista.elatina@gmail.com
o en facebook

Licencia Creative Commons Atribución-NoComercial 4.0 Internacional