OS RELATÓRIOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO DAS NAÇÕES UNIDAS E A QUESTÃO DAS DESIGUALDADES NO HEMISFÉRIO SUL

Maria Jose de Rezende

Resumen


Este estudo é parte de uma pesquisa mais ampla sobre os Relatórios do Desenvolvimento Humano (RDHs) das Nações Unidas. As desigualdades políticas, de gênero, de acesso à saúde e à educação são, fortemente, problematizadas no âmbito da abordagem das capacidades encampadas, ao menos em parte, por eles. Percorrem todos os relatórios as insistências de que a privação e a impotência são derivadas das condições de rendimentos e da falta de oportunidade e de habilidades (profissionais, educacionais, políticas). Demonstrar-se-á que os formuladores dos RDHs tecem um diálogo, ora mais próximo ora mais distante, com a abordagem propositiva de Amartya Sen, o que os leva à construção de um rol de sugestões - aos governantes, lideranças políticas, organismos internacionais, sociedade civil organizada e setores empresariais - que visam construir caminhos por onde possa efetivar-se o desenvolvimento humano assentado sobre três pilares: renda, longevidade e educação.


Texto completo:

1-18

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c)



e-l@tina. Revista electrónica de estudios latinoamericanos - ISSN 1666-9606 - contacto: revista.elatina@gmail.com
o en facebook

Licencia Creative Commons Atribución-NoComercial 4.0 Internacional