Direito, crise e impeachment no Brasil.

Alysson Leandro Mascaro

Resumen


Este trabalho tem como objetivo analisar as relações entre crise e impeachment no cenário político brasileiro atual frente à geopolítica latino-americana. Analisar a relação entre as formas jurídica, política e mercantil nos permite compreender o papel da legalidade-ilegalidade na condução das crises política, econômica e social. É possível concluir que há necessidade de travar o campo de luta social para além da confiança na forma jurídica.

Palabras clave


Brasil; crise; direito; impeachment

Texto completo:

PDF

Referencias


Braga, R. (2012). A política do precariado: do populismo à hegemonia lulista. São Paulo: Boitempo.

Braga, R. (2015). A pulsão plebeia: trabalho, precariedade e rebeliões sociais. São Paulo: Alameda.

Boito Jr., A. (2012). Governos Lula: a nova burguesia nacional no poder. In A. Boito Jr. e A. Galvão (Orgs.), Política e classes sociais no Brasil dos anos 2000. São Paulo: Alameda.

Bortoni, L. & Moura, R. (2002). O mapa da corrupção no governo FHC. São Paulo: Fundação Perseu Abramo.

Campos, P. H. P. (2014). Estranhas catedrais: as empreiteiras brasileiras e a ditadura civil-militar, 1964-1988. Niterói: Editora da UFF.

Harvey, D. et al. (2013). Cidades rebeldes. São Paulo: Boitempo.

Harvey, D. (2006). O “novo” imperialismo: acumulação por espoliação. In L. Panitch e C. Leys (Eds.), Socialist Register 2004: o novo desafio imperial. Tradução de Rodrigo Rodrigues. Buenos Aires: Clacso, p. 95-126.

Fiori, J. L. (2014). História, estratégia e desenvolvimento: para uma geopolítica do capitalismo. São Paulo: Boitempo.

Genro, L. & Roberto, R. (2006). A falência do PT e a atualidade da luta socialista. Porto Alegre: L&PM.

Lugo, C. R. (2014). ¡Ni una vida más para el Derecho! Reflexiones sobre la crisis actual de la forma-jurídica. San Luis Potosi: Universidad Autónoma de San Luis Potosi.

Martuscelli, D. E. (2015). Crises políticas e capitalismo neoliberal no Brasil. Curitiba: CRV.

Marx, K. (2013), O capital: Livro I. São Paulo: Boitempo.

Mascaro, A.L. (2013). Estado e forma política. São Paulo: Boitempo.

Mascaro, A.L. (2010). Filosofia do direito. São Paulo: Atlas.

Naves, M.B. (2008). Marxismo e direito: um estudo sobre Pachukanis. São Paulo: Boitempo.

Pachukanis, E. (1988). Teoria geral do direito e marxismo. São Paulo: Acadêmica.

Pires, E. (1979). Valor e acumulação. Rio de Janeiro: Zahar.

Pochmann, M. (2015). Desigualdade econômica no Brasil. São Paulo: Ideias e Letras.

Pochmann, M. (2014). O mito da grande classe média: capitalismo e estrutura social. São Paulo: Boitempo.

Rego, W. L. & Pinzani, A. (2014). Vozes do Bolsa Família: autonomia, dinheiro e cidadania (2. ed.). São Paulo: Editora Unesp.

Resnick, S. & Wolff, R. (2010). The Economic Crisis: a Marxian Interpretation. Rethink Marxism, 22(2), pp. 170-186. doi: 10.1080/08935691003625182.

Sader, E. (Org.) (2013). 10 anos de governos pós-neoliberais no Brasil: Lula e Dilma. São Paulo/Rio de Janeiro: Boitempo/Flacso.

Safatle, V. (2008). Cinismo e falência da crítica. São Paulo: Boitempo.

Singer. A. (2012). Os sentidos do lulismo: reforma gradual e pacto conservador. São Paulo: Companhia das Letras.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Observatorio Latinoamericano y Caribeño - ISSN 1853-2713 

Instituto de Estudios de América Latina y el Caribe